[RESENHA] Oblivion Song: Entre dois mundos (Vol. 2)


Olá pessoal! Finalmente voltei com mais uma resenha e também com o segundo volume de uma HQ que me surpreendeu no ano passado: Oblivion Song, do mesmo autor de The Walking Dead. Então vamos logo para a resenha.

O segundo volume já começa trazendo grandes revelações sobre o acontecimento que levou 300 mil pessoas da Filadélfia para um outro mundo, Oblivion, lar de monstros terríveis. Finalmente nos é revelada a fonte de toda essa tragédia, o que deixa nosso protagonista, Nathan Cole, em uma situação complicada.


Nathan conseguiu trazer seu irmão Ed de volta, mas não esperava que ele fosse insistir tanto em um aspecto: Oblivion, segundo ele, é um lugar muito melhor de se viver, sem toda a pressão e cobrança que existe em nossa dimensão. E é basicamente sob essa discussão que todo o volume 2 se trata!

Eu confesso, esperava muito mais do desenrolar da narrativa nesta continuação, expectativas completamente frustradas com uma discussão interminável entre os irmãos, repetindo sempre os mesmos pontos de vista. De um lado, Nathan insistindo para o irmão aceitar que está de volta e que o mundo não é todo esse problema. Do outro, Ed, insistindo que Oblivion é muito melhor, que as pessoas sorriem de verdade, se divertem, mesmo em meio aos perigos terríveis.

Essa discussão é pontuada poucas vezes por algumas revelações e cenas de ação, quando, mais uma vez, parte da Filadélfia para Oblivion e vice-versa.


O texto de Robert Kirkman é interessante, mas a repetição da discussão dos irmãos acabou fazendo a leitura tornar-se cansativa. A arte de Lorenzo de Felici continua linda, apesar de me deixar confuso algumas poucas vezes. Por fim, mais uma vez, o volume se encerra com um grande momento que, dessa vez, espero que traga grande desenvolvimento para a narrativa.

E é isso! Até breve.

Autores: Robert Kirkman (Roteiro), Lorenzo De Felici (Arte), Annalisa Leoni (Cores) | Editora: Intrínseca | Páginas: 136 | Ano: 2020


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário ♥

Postar um comentário