[RESENHA] A verdade sobre o caso Harry Quebert


Boa tarde Divagadores, como tem passado? Shiuuu... Não falem nada sobre o meu sumiço, até mesmo eu estou cansada dele, mas a vida segue e eu vou aparecendo por aqui na medida que vou podendo. Hoje vamos falar deste livro que pe do Joël Dicker, autor do primeiro livro que recebemos no Intrinsecos. Sabe de que livro estou falando? Não? Então clique aqui e leia a resenha que o Wesley escreveu sobre O desaparecimento de Stephanie Mailer. Ok, já falei demais, vamos a nossa resenha que é o que realmente interessa, não é mesmo?
Quem viu a minha lista das Melhores leituras de 2018 sabe O desaparecimento de Stephanie Mailer entrou no meu top 10 e quando vi mais este livro do Joël Dicker no catálogo eu não pensei duas vezes em solicitar para a leitura. 

Eu não sei ao certo qual dos dois livros o Joël escreveu primeiro, mas a impressão que fica, independente de qual você leia primeiro, é que ele pegou uma receita que deu certo e decidiu escrever uma nova trama mudando os pontos chave do livro. Nos dois livros um caso que havia se perdido na memória das pessoas volta a tona mostrando que muita coisa ficou sem ser resolvida e que a investigação precisa ser toda retomada para saber o que realmente aconteceu. 

Além disso a forma de narração mantem a mesma base, uma mistura de fatos narrados contatando tanto sobre o passado quanto o presente, mas isso podemos dizer que é o estilo próprio do autor. O que posso dizer que foi melhor do que o primeiro livro que li é que as narrativas se fecham em grande parte do livro em Marcus e Harry de modo que eu não acabei criando confusão e tendo que ir consultar diversas vezes a lista de personagens para lembrar quem era quem como tive que fazer quando li O desaparecimento de Stephanie Mailer.

O modo como Joël escreve continua sendo excepcional, a narrativa dele faz nossa leitura fluir, continuei perdendo facilmente a noção do tempo e me vi devorando as páginas loucamente, mas tenho que ser muito sincera em dizer que a relação de Harry com Nola foi algo muito difícil de engolir por ser algo muito difícil de imaginar que realmente poderia acontecer, chega a ser uma coisa um tanto quanto insana. 

Fora os pontos que abordei não tenho mais o que comentar, tenho que dizer que ler este livro é ter mais uma experiência onde somos induzidos a tirar certas conclusões, toda hora tentamos descobrir por nós mesmos o que aconteceu com Nola, mas não demoramos muito pra perceber que o que estamos completamente enganados sobre a conclusão que chegamos.

E vocês Divagadores? Já leram os dois livros e se incomodaram com algo que parece uma receita de bolo? O que acharam de mais este mistério apresentado pelo Joël Dicker? Conta aqui pra gente.

Em breve voltarei com alguns trechsos que gostei muito.

Beijinhos e até a próxima.

Autor: Joël Dicker | Editora: Intrínseca | Páginas: 572 | Ano: 2014



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário ♥

Postar um comentário