[RESENHA] A Sutil Arte de Ligar o F*da-se


Bom dia Divagadores, como tem passado? Passados uns dias do carnaval, eis que o meu ano começou e cá estou eu de volta, firme igual gelatina para trazer mais uma resenha para vocês. Hoje o dia não está para delongas, então vamos conferir o que tenha à dizer sobre este livro.
Este livro não vai ensiná-lo a subir na vida ou alcançar seus objetivos, e sim a errar e perder sem se destruir por isso. Vai ensiná-lo a fechar os olhos e confiar que é possível escorregar e não sofrer nada grave. Vai ensiná-lo a direcionar sua atenção para evitar desperdiça-la. Vai ensiná-lo a nem tentar.
Desde que comecei a escrever para este blog acho que nunca coloquei um trecho do livro em meio a resenha... Acho... Bem, os devaneios de uma idosa não vem ao caso aqui, o que vem ao caso é que eu não vi uma forma melhor de começar esta resenha, isso tudo porque temos aqui o livro resumido em apenas um parágrafo.

Livros de auto-ajuda... Eis aqui mais um tipo de livro que eu reluto horrores para ler, tudo isso porque os livros neste estilo que li até hoje nunca falaram profundamente comigo, tanto é que sempre ouvi falar muito bem sobre este livro, mas nunca tive interesse em lê-lo. Bem, sabemos como é a vida e como as coisas mudam, não sabemos.

Recentemente passei por um período muito complicado em minha vida e uma grande amiga minha que é psicóloga recomendou a leitura deste livro como um meio de encontrar um norte para a minha vida. Foi a contragosto que fiz o pedido de um exemplar para a nossa parceira, imaginei que seria mais uma leitura massante e que eu ia passar por uma grande semana de tortura.

Graças aos céus eu estava enganada...

Não precisei de muito mais do que duas ou três páginas para me ver completamente presa a linguagem que Mark Manson utiliza para escrever. A leitura simplesmente flui e você se pega completamente preso a cada uma das palavras ditas por ele. 

Mark não é um homem de sutilizas, não é um homem de meias palavras, ele simplesmente fala na sua cara tudo o que tem que falar, literalmente ligando o f*da-se para o que as pessoas podem pensar sobre as suas palavras e quer saber, f*da-se, ele esta certo em agir desta forma, porque afinal de contas, estamos tão presos em uma corda de vitimismo que não notamos que grande parte do que sofremos é escolha nossa.

Eu perdi as contas de quantos tapas na cara eu levei, perdi as contas de quantas vezes me peguei relendo o mesmo trecho uma série de vezes e pensando no que eu estava fazendo com a minha vida pra não ter ligado o f*da-se para muitas questões que não  mereciam a minha atenção, quem dirá o meu sofrimento.


Este não é um livro para ser lido apenas uma vez, é um livro pra ser lido, rabiscado e ser mantido na cabeceira da cama, quem sabe até mesmo um livro para carregar consigo na bolsa em um momento de crise. 

Existem muitas coisas para serem ditas sobre esse livro, mas eu acho que a experiencia de o ler é melhor e muito mais produtiva e é por isso que aproveito a deixa e me despeço por aqui.

Beijinhos e até a próxima.

Autor: Mark Manson | Editora: Intrínseca | Páginas: 224 | Ano: 2017




Comente com o Facebook:

Nenhum comentário ♥

Postar um comentário