[RESENHA] Mais Escuro

Autor: E. L. James
Editora: Intrínseca
Páginas: 496
Ano: 2018
Classificação: 2/5

O relacionamento quente e sensual de Anastasia Steele e Christian Grey chega ao fim com muitas acusações e sofrimento, mas Grey não consegue tirar Ana da cabeça. Determinado a reconquistá-la, ele tenta suprimir seus desejos mais obscuros e sua necessidade de controle absoluto, e disposto a amar Ana nos termos estabelecidos por ela.

Mas os horrores de sua infância ainda o assombram, e, como se não bastasse, o chefe manipulador de Ana, Jack Hyde, claramente a quer. Será que o terapeuta e confidente de Grey, Dr. Flynn, poderá ajudá-lo a enfrentar seus demônios? Ou será que a possessividade de Elena, sua sedutora, e a devoção perturbada de Leila, sua ex-submissa, vão arrastá-lo para o passado?

E se Christian vai reconquistar Ana, será que um homem tão sombrio e cheio de problemas espera mesmo mantê-la?

Bom dia Divagadores, como é que vocês tem passado? Eu infelizmente não andei nada bem o que acabou fazendo com o que meu mês de março fosse um mês nada produtivo e tanto o blog quanto a nossa page no VK que eu tomo conta acabaram ficando um tanto quanto as moscas. Não adianta chorar pelo leite derramado não é mesmo? Um mês ficou perdido, agora é hora de arregaçar as mangas e trabalhar com tudo nesse novo mês que se iniciou domingo. Aliás, espero que todos tenham tudo uma linda Páscoa, mas vamos deixar as delongas de lado e vamos ao que interessa, vamos à mais uma resenha.

Não sei se vocês se recordam, mas anos atrás quando Grey foi lançado eu o li e escrevi uma resenha sobre o livro que vocês podem ler clicando aqui. Apesar de eu não ser muito fã de Cinquenta Tons de Cinza acabei adorando o trabalho da E. L. James e é óbvio que isso me fez criar uma porção de expectativas quanto ao livro já que para mim a qualidade apresentada em Grey era muito superior do que na trilogia original, mas infelizmente, com Mais Escuro nas mãos a palavra que regeu minha leitura durante o tempo todo infelizmente foi decepção.

Para quem realmente gosta dessa saga me desculpe, mas a impressão que eu tive é que a pessoa que escreveu Grey não é nem de longe a mesma pessoa que escreveu Mais Escuro. Por diversas vezes me peguei revirando os olhos e não de uma maneira que fosse agradar o Christian enquanto eu lia esse livro, tudo isso porque para mim um personagem de personalidade forte que foi apresentado no primeiro livro pelo ponto de vista masculino acabou virando uma versão da Anastasia usando cueca.


Isso mesmo, eu não estou exagerando, em diversos momentos as cenas ficaram tão chatas, mas tão chatas que e eu comecei a achar que a James estava esquecendo que tinha que fazer as coisas de um ponto de vista completamente diferente e começou a narrar como se a Ana fosse homem. Olha eu compreendo que uma pessoa pode mudar completamente quando está apaixonada, mas o modo como o Christian ficou acabou completamente com o encanto que o personagem tinha para mim.

No fim das contas eu vi a narrativa indo ficando cada vez mais arrastada e me peguei pulando diversas partes do livro, principalmente no que se tratava de fatos acontecidos na trilogia original. Parece que a E. L. se apegou ao que todo mundo conhecia e deu mais valor a isso do que as partes que mais interessavam e mais acrescentariam a história que eram os momentos que a Ana estavam longe do Christian. No final das contas esses momentos tiveram pouco valor e foram pouco explorados quando podiam ter enriquecido muito mais a trama do que reescrever as cenas que todo mundo já conhece.

Sendo bem sincera eu só não dei o livro como todo perdido porque algumas cenas da infância do Christian foram apresentadas, bem como diálogos com a Elena, o encontro do Christian com a Leila e com o Jack Hyde e a queda do Charlie Tango de modo que algumas curiosidades foram sanadas e o livro acabou não sendo uma repetição completa do Cinquenta Tons Mais Escuros.



Depois do show de decepção que acabou sendo esse livro me pergunto como a autora conseguiu levar tanto tempo entre escrever um livro e outro sendo que ele basicamente foi apenas repetição e sinceramente não estou nem um pouco ansiosa para ler o terceiro livro pelos olhos do Christian, vai ser mais aquele tipo de leitura que vai já vou começar com olhos tortos e que dificilmente vai fazer com que eu me livre da opinião que formei ao ler este livro.

Enfim, sinto muito por ter sido tão sincera, mas quando eu não gosto de uma coisa eu acabo mais passando por um momento de desabafo sobre a decepção do que qualquer outra coisa então vou ficando por aqui antes que alguém apareça atrás de mim com foices e forcados.

Beijinhos e até a próxima.


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário ♥

Postar um comentário