[RESENHA] O Dragão Renascido

Autor: Robert Jordan
Editora: Intrínseca
Páginas: 656
Ano: 2014
Classificação: 4/5

As profecias do Dragão predizem que a Pedra de Tear, a lendária fortaleza, cairá quando Callandor, A Espada Que Não Pode Ser Tocada, for empunhada pelo Dragão. Será um dos sinais de que ele de fato renasceu e que a Última Batalha se aproxima. Rand alThor, recém-proclamado Dragão Renascido, ainda tem dúvidas sobre seu destino, e decide que é hora de partir sozinho em sua jornada.

Enquanto isso, Nynaeve, Egwene e Elayne seguem para Tar Valon, onde Mat precisa ser Curado ou morrerá. Entretanto, com a presença da Ajah Negra na Torre Branca, as jovens logo descobrem que suas próprias vidas correm perigo. Perrin, por sua vez, acompanha Moiraine na busca por Rand. Todos os caminhos parecem levar a Tear, onde o Dragão Renascido enfrentará um desafio que pode pôr tudo a perder.

Boa tarde Divagadores, como tem passado? Eu tenho que dizer que estou feliz por estar sendo um tanto quanto produtiva nas atividades do blog e espero conseguir continuar me mantendo assim. Hoje eu vim aqui trazer para você a resenha deste livro que é o terceiro volume da saga A Roda do Tempo, então sem mais delongas vamos ao que interessa.


A receita usada por Robert para escrever este livro é basicamente a mesma que ele usa nos dois anteriores, ou seja, os protagonista continuam seguindo suas histórias com uma série de encontros e desencontros enquanto se focam em um mesmo objetivo, no entanto a história apresenta um diferencial que é deixar Rand um pouco de lado enquanto seus companheiros são o foco deste livro.


Com tantos protagonistas com características e objetivos tão diferentes entre si dentro da trama tenho que dizer que não fiquei nem um pouco incomodada com o fato de Rand ter ficado em segundo plano, mesmo com a história da saga girando ao seu redor. Suas aparições são pontuais e fecham algumas pontas na trama principal e nos instigam a continuar lendo para ver o que o destino reserva para os demais personagens.

Apesar de me identificar muito com Nynaeve, Egwene e Elayne e gostar de ver as coisas acontecendo pelo ponto de vista das três, assim como de Matt e Perrin tenho que dizer que no fim das contas o livro acabou sendo um tanto quanto longo. Algumas partes para mim acabaram sendo desnecessárias o que fez com que em determinados momentos a leitura se tornasse cansativa.


Mesmo com essa quebra na narrativa que por vezes acabava com o meu ritmo de leitura não posso negar que a história continua sendo super interessante e que o final deste livro deixou aquele gostinho de quero mais na boca e eu realmente espero poder começar a ler o quarto livro desta saga tão cheia de magia muito em breve.

Vou ficando por aqui, beijinhos e até a próxima.


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário ♥

Postar um comentário