[RESENHA] Aconteceu Naquele Verão

Autor: Diversos autores
Editora: Intrínseca
Páginas: 384
Ano: 2017
Classificação: 3,5/5
Doze histórias apaixonantes de doze grandes escritores, entre eles Cassandra Clare, Veronica Roth e Stephanie Perkins.

Bem-vindos à estação mais ensolarada e apaixonante de todas! No verão, somos todos iguais, diz um dos personagens do conto “Mil maneiras de tudo isso dar errado”. No Brasil, nos Estados Unidos ou em qualquer lugar do globo, uma coisa é certa: no verão, nossos corações ficam mais leves, mais corajosos, impetuosos e confiantes — talvez por isso esta seja a estação perfeita para se apaixonar... e Aconteceu naquele verão é o livro ideal para quem adora histórias de amor.

Mas essa coletânea tem algo ainda mais especial. Algumas histórias têm uma pitada de estranheza, de mistério, um toque sobrenatural. Em “Cabeça, escamas, língua, calda”, a lagoa de uma cidadezinha é morada de um monstro marinho que só uma menina vê. No intrigante “Inércia”, dois grandes amigos há muito afastados vão se encontrar num quarto de hospital para uma última visita. No belo “O mapa das pequenas coisas perfeitas” é sempre dia 4 de agosto. Presos num loop temporal, dois jovens vão comprovar do que a força do amor é capaz.

A lição é simples: o amor não escolhe lugar nem hora para surgir. Coloque seus óculos escuros e abra sua cadeira de praia, porque neste verão você terá doze motivos para suspirar e se apaixonar.

Boa tarde Divagadores, como andam as coisas por ai? Eu tenho que dizer que estou bem, até conseguir trazer uma nova resenha em pouco tempo. E acredito que esta vá ser uma das resenhas mais curtas que já fiz na vida, porque sinceramente não sei muito o que dizer sobre um livro que traz uma coletânea de contos. Enfim, vamos ver no que vai dar isso aqui.

Já cansei de falar para vocês que romances não são realmente minha praia, mas por causa da minha recente história de amor com os livros da Jojo eu quis tentar e tenho que dizer que não foi uma das melhores experiências da minha vida, mas também não vou classificá-la como decepcionante.

Os doze contos reunidos neste livro falam sobre o amor no verão e além disso tem em comum que seus protagonistas são jovens com em média 18 anos sendo seus protagonistas. Convenhamos que isso para alguém que já não gosta muito de romances algo um tanto quanto sem muitas surpresas. 


Eu posso não gostar de romances, é coisa minha, mas tenho que dizer que todos os contos são realmente muito bem escritos e os autores souberam muito bem como dar o ar da graça, uma pena que não foi exatamente o tipo de graça que chamasse a minha atenção o tempo inteiro.

Aha, mas claro que houveram alguns contos que foram meus queridinhos, mas os contos que me chamaram atenção e me fizeram ler o livro não eram meros romances do cotidiano, eram romances onde havia uma pontadinha de fantasia ou sobrenatural acontecendo e que no final das contas deixavam o romance em plano secundário pra mim.


Uma coisa que eu achei super interessante neste livro é que ele tem espaço para todas as formas de amor.  Tenho quase certeza que vocês devem estar se perguntando o que quero dizer com isso e terei o maior prazer em responder: o livro não se foca apenas no amor entre homem e mulher. Existem alguns contos que demonstra o amor entre dois homens e duas mulheres, quebrando a barreira de um preconceito idiota que ainda hoje é motivo de tabu em nossa sociedade.

Bem, é isso e convenhamos que isso ficou um pouco maior do que eu imaginava. Pra quem realmente gosta de romances fica a dica de uma excelente leitura, pra quem não gosta, se jogue de cabeça nos contos que tem outros gêneros envolvidos porque também vai valer muito a pena.

Vou ficando por aqui, beijinhos e até a próxima.


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário ♥

Postar um comentário