[RESENHA] O Mágico de Oz

Autor: L. Frank Baum
Editora: Zahar
Páginas: 224
Ano: 2013
Classificação: 5/5
"Quando estava na metade do caminho, ouviu-se um grito fortíssimo do vento e a casa sacudiu com tanta força que Dorothy perdeu o equilíbrio e caiu sentada no chão. E então uma coisa muito estranha aconteceu. A casa rodopiu duas ou três vezes e começou a levantar voo devagar, Dorothy teve a sensação de que subia no ar a bordo de um balão." Um ciclone atinge a casa onde Dorothy vive com os tios e ela e seu cachorro Totó são levados pela ventania e param na Terra de Oz.
Por lá, Dorothy faz novos amigos - o Espantalha, o Lenhador de Lata e o Leão Covarde -, encara perigos, vive histórias fantásticas e precisa enfrentar seus próprios medos. Depois de tantas aventuras, a menina descobre que seus Sapatos de Prata têm poderes mágicos e podem levá-la para qualquer parte. Mas não existe melhor lugar no mundo do que a própria casa.
Um clássico indiscutível entre crianças, jovens e adultos.

Oi gente, sou a Bárbara, nova aqui no blog e já trago para vocês a resenha de O Mágico de Oz.

O livro conta a mágica história de Doroty e seu cachorrinho Totó, que depois de serem levados por um tornado até a terra de Oz iniciam a busca pelo caminho de volta para sua casa, no Kansas. Chegando em Oz, Doroty é recebida pelos Munchckins e pelos moradores locais com muito carinho, pelo fato de sua casa ter caído em cima da bruxa má do leste matando-a.

Dotory, assustada com o que havia acontecido, explica aos moradores que não pretendia matar bruxa nenhuma e que precisava retornar para Kansas. Instruída a ir até a Cidade das Esmeraldas para falar com o grande Mágico de Oz - o único que teria poder suficiente para enviá-la de volta para casa - Doroty segue caminho e acaba juntando-se a três personagens que se tornam seus melhores amigos: O Espantalho, que queria muito um cérebro, mas não sabia que a inteligência já estava dentro dele mesmo; O Homem de Lata queria muito um coração para salvar sua amada, e mal ele sabia que o amor desperta sentimentos além do coração. E o leão covarde que foi ate Oz buscar sua coragem, mas não sabia que a verdadeira coragem surge quando precisamos salvar um amigo.

E depois de toda essa aventura Doroty nos ensinou que, se mantermos a união, o caráter e a bondade dentro de nós mesmos, sempre encontraremos o caminho. De macacos alados a bruxas boas e ruins, O Mágico de Oz é uma fantástica aventura que conquistou adultos e crianças ao redor do mundo e ensinou o poder de uma amizade e de não desistir.

A leitura me fez refletir o quanto muitas vezes as pessoas buscam a felicidade por meios que nos parecem distantes, sendo que ela se encontra mais próxima do que imaginamos.

Ainda que seja uma clássica história infantil, O Mágico de Oz consegue expor situações que vivemos em nosso próprio cotidiano, como os momentos de raiva, medo, dor, ódio, bem como a felicidade, o amor, superação, coragem, inteligência e a capacidade de resolver situações que surgem em nosso dia a dia.

Além disso, é uma obra que retrata muito bem algo que é tão comum em nossas vidas: A busca por autoafirmação, muitas vezes induzida por opiniões alheias. Leiam, um livro indicado ao público infantil, mas que ao longo dos anos conquistou público de diversas gerações. Espero que tenham gostado da resenha e até a próxima!

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário ♥

Postar um comentário