[ESPECIAL] Semana S. Quando Abri a Caixa


Olá pessoal. Hoje venho até vocês trazer mais uma semana especial dedicada a um livro incrível lançado recentemente pela Intrínseca. Como muitos já devem estar sabendo, estou falando de “S. - O Navio de Teseu” de J. J. Abrams e Doug Dorst. E, para dar início, nada melhor do que falar sobre o que essa edição desperta no leitor que acabou de tirá-lo da caixa.

Recebi o livro de maneira completamente surpresa. E não precisei nem mesmo abrir a caixa da editora para saber o que vinha dentro. Peguei a caixa preta com o S. gravado nela e tirei o livro. E pessoal, vocês só vão saber de verdade o que é esse capricho e projeto gráfico minucioso quando estiverem com um exemplar do livro em mãos. Eu passei alguns bons minutos só folheando, olhando os documentos que complementam a leitura e admirando o que estava entre meus dedos. É seguro dizer que esse livro é, sem dúvidas, um dos maiores e mais bem executados desafios de uma editora brasileira.

Antes mesmo de iniciar a leitura "S." fisga o leitor com suas características marcantes e que saltam aos olhos de qualquer um que enxergue um livro (qualquer livro) como mais do que um simples objeto que vai ficar parado na estante após a leitura. Tudo isso estava na mente de J.J. Abrams e Doug Dorst, que se propuseram a fazer dessa obra um enigma envolvente que desperte em cada leitor um desejo por mais e mais descobertas.

Fonte: Divulgação/Intrínseca

Quem viu a edição original na época do lançamento por meio de algum youtuber ou blogger da vida, dificilmente imaginaria que alguma editora Brasileira seria capaz de aceitar o desafio de trabalhar com esse livro. Inclusive, algumas das pessoas que trabalharam diretamente com a edição brasileira não esperavam que isso pudesse acontecer. Mas aconteceu!

Nossa edição não deve ficar devendo em nada à original. Páginas que parecem envelhecidas, inclusive no próprio cheiro. O próprio livro em si tem um aspecto velho. Anotações nas margens das páginas, com a mesma caligrafia da edição americana. Diversos materiais extras, como cartões postais, cartas, mapas, jornais. Algo de encher os olhos.

É uma obra que no folhear das páginas já começa a transmitir para o leitor seu ar de mistério, que se intensifica cada vez mais quando paramos para ler o conteúdo de suas páginas. Mas, para saber muito mais do que esse livro a oferecer, é preciso ler nossas próximas postagens durante a semana, aqui no Vagando e Divagando e em outros parceiros da Intrínseca que estão participando dessa ação especial. Fiquem ligados.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário ♥

Postar um comentário